Provavelmente você deve ter ouvido falar bastante da “Maratona de São Silvestre” por aí. Porém, este é um termo equivocado, apesar de ser amplamente divulgado pela imprensa e pelas pessoas. Para um evento de corrida ser considerado maratona, é necessário possuir 42,195 quilômetros de percurso, e a Corrida de São Silvestre possui apenas 15 quilômetros.

isaac wendland 7DCZgKyp8vw unsplash - Origem da Corrida de São Silvestre

Como surgiu a Corrida de São Silvestre?

Cásper Líbero, um jornalista paulista, que era apaixonado por esportes, e foi o fundador da Gazeta Esportiva, ao viajar para Paris se encantou com uma corrida que era realizada à noite, onde os maratonistas corriam com uma tocha em mãos. Inspirado por essa maratona, Cásper resolveu criar algo semelhante aqui no Brasil e, então, no último dia do ano de 1925, surgiu a Corrida de São Silvestre, em homenagem ao santo.

ben stern wQNHTxEhIr8 unsplash - Origem da Corrida de São Silvestre

Na primeira edição da Corrida de São Silvestre, haviam 60 inscritos, e 48 compareceram para disputar a prova. O primeiro vencedor foi um jogador de futebol chamado Alfredo Gomes, completando o percurso de 8,8 quilômetros em 33 minutos e 21 segundos.

quino al gGQNvvDEj64 unsplash - Origem da Corrida de São Silvestre

No início, apenas brasileiros natos podiam se inscrever na corrida, porém, nos anos seguintes, foi permitido inscrições de estrangeiros morando no Brasil. A corrida também era só permitida aos homens até 1975, quando a organização do evento permitiu mulheres na disputa.

A primeira mulher a vencer a corrida foi a alemã Christa Vahlensieck; a primeira brasileira, Carmem de Oliveira, venceu somente 20 anos depois. Em 2020 ocorreu algo inédito na corrida: pela primeira vez na história a corrida foi postergada para o ano de 2021, devido a pandemia do novo corona vírus.